17 Dicas do que não colocar no currículo

Quem for disputar uma vaga,  precisa conferir as nossas dicas sobre o que não colocar no currículo, nossos toques pode ajudar você ser selecionado! No entanto, é preciso que todas as informações sejam bem apresentadas. Para ajudar vamos trazer tudo o que não colocar no currículo. Confira a seguir!

17 Dicas do que não colocar no currículo

17 Dicas do que não colocar no currículo

➜ Realize o seu cadastro nas seguintes oportunidades:

Como funciona o currículo?

Os recrutadores recebem muitos currículos, portanto, nem sempre eles conseguem analisar todo material. Na realidade, a análise de cada candidato dura somente seis segundos! Ou seja, você precisa ser direto para impressionar o recrutador.

Neste caso, mesmo que o profissional seja ideal para a vaga, se o seu currículo não está apresentável fica bastante difícil ser notado pelos avaliadores.

Para auxiliar é preciso que o documento esteja bem escrito e formatado. Com algumas dicas é possível evitar que o candidato seja descartado de início. Então, mãos a obra e veja nossas recomendações!


17 Dicas do que não colocar no currículo

1 – Objetivo

Se o profissional está se candidatando à vaga, é claro que ele precisa do emprego! Neste caso é óbvio que ele possui interesse, portanto, pode ser recomendado não colocar no currículo o seu objetivo pessoal. Ou seja,  no objetivo procure ser claro e não fale do propósito pessoal, apenas com exceção se o candidato está mudando de área de atuação.

Exemplo: Se a vaga for para assistente administrativo, coloque como objetivo: Atuar como assistente administrativo na empresa (nome da empresa). 

2 – Experiências irrelevantes

Se você possui trabalhos que não agregam experiência não é necessário inserir. A ideia é deixar o documento enxuto para ajudar na visualização. Não se esqueça disso!

3 – Informações pessoais

Algumas informações pessoais são desnecessárias. Por exemplo, procure não colocar no currículo o seu estado civil, orientação sexual e número da carteira de trabalho. Anteriormente isto era comum, mas hoje as empresas não tem interesse.

Coloque apenas as informações necessárias e o que foi pedido!

4 – Hobbies

O recrutador não tem interesse no que o profissional faz nas horas vagas. Caso o hobby não seja relevante para o futuro emprego, não insira no currículo!

5 – Idade

Omitir a idade permite que o recrutador imagine uma idade que quiser. Muitos candidatos fazem isso pois acreditam que depois dos 40 anos fica difícil garantir um emprego. No entanto, em alguns casos sua idade pode indicar experiência e isto pode ajudar na vaga.

6 – Referências

Em relação as referências do profissional é possível que seja pedida diretamente, durante a própria entrevista, portanto, não é preciso colocar no currículo.  Ao inserir no currículo “tenho referências” ou “referências disponíveis” só aumenta o documento e pode passar despercebido.

7 – Pronomes pessoais

Procure não colocar no currículo palavras como “eu”, “ela” ou “meu”.  Evite escrever em terceira ou primeira pessoa.

8 – E-mail

O endereço de e-mail com apelidos ou palavras não profissionais deve ser evitado. O ideal é o candidato use um endereço com seu nome e sobrenome, nada de apelidos. Esqueça também aquele e-mail criado na adolescência, neste caso crie um novo.

9 – Identificação

Procure não colocar no currículo as identificações dos itens que estão na parte principal do currículo como o telefone, e-mail, nome, data de nascimento.  Para facilitar deixe os dados principais de contato no topo do currículo!

10 – Contato do emprego atual

Procure não inserir o contato do atual emprego. Durante a entrevista, você pode citar. No entanto, você não vai querer recrutadores telefonando no seu local de trabalho e atrapalhando o seu expediente. Caso seja selecionado para entrevista e o recrutador pergunte fale apenas do seu emprego atual, mas não indique os dados no currículo, deixe somente seu contato pessoal.

11 – Pretensão salarial

A ideia é não colocar no currículo sua pretensão salarial, no documento você pode até citar uma média, mas nunca deixe o valor definido. Inclusive esta questão pode ser discutida durante a entrevista. Com exceção se a empresa pedir.

12 – Fonte de texto

Procure não usar uma fonte de texto que esteja desatualizada ou que dificulte a leitura. O ideal é usar uma padrão e de fácil leitura. Além disso, insira um bom espaçamento, além de um tamanho 12 que é o padrão nestes documentos.

As fontes mais utilizadas são Arial e Time New Roman!

13 – Expressões

Algumas expressões de fala precisam ser evitadas e isto não deve ser aplicado, ou melhor nunca coloque no seu no currículo. Como divulgou a pesquisa do CareerBuilder, as piores são: raça, lutador, pensar fora da caixa, sinergia e pessoa proativa. Para ajudar, procure evitar usar palavras que não tenham relação com sua atuação profissional.

14 – Dados da faculdade

Não é preciso inserir as notas obtidas na faculdade, pois elas não são relevantes para profissão. Na parte da formação acadêmica procure citar apenas sua formação e conclusão.

15 – Foto

Não é preciso colocar sua foto, apenas se for uma exigência da vaga.  Normalmente é pedido fotos em processos de projetos, com grande volume de vagas. Algumas vezes estas fotos servem para lembrar quem é o candidato.

16 – Vago na experiência profissional

Algumas experiências anteriores são importantes, principalmente se tem relação com a vaga. Além disso, procure descrever no currículo os resultados obtidos e selecionar os projetos mais relevantes e interessantes.

17 – Anexos

Alguns candidatos colocam anexos ou enviam textos no corpo do e-mail que tem como objetivo persuadir o recrutador. É preciso lembrar que o profissional não conhece quem vai ler o currículo, portanto, esta atitude pode ser mal interpretada.

Para evitar e não colocar no currículo informações desnecessárias, procure pesquisar modelos de currículos. Isto pode ajudar no desenvolvimento do seu documento.  Com atenção as dicas você pode se sair muito bem.

Boa sorte!

Leave a Reply